REVISTA CLAUDIA

REVISTA CLAUDIA

Ainda no século XXI alguns homens não aceitam que suas esposas ingressem no mercado de trabalho. Por quê?

A maioria não quer que a esposa trabalhe por puro preconceito. Outros são vaidosos demais para admitir que a esposa seja mais competente e pode ganhar mais do que ele. Ainda outros analisam o custo de trabalhar fora e concluem que não vale à pena. A lista de custo é longa. Mas esse quadro está mudando. Já existem maridos que ficam em casa e fazem as tarefas domésticas enquanto a esposa trabalha.

  1. Roupas
  2. Sapatos
  3. Transporte
  4. Babá
  5. Ausência da mãe da vida da criança e as dificuldades que essa ausência pode causar.
  6. Alimentação, tanto da mulher como da babá, se comer no lar do casal.

A educação (machismo) dos futuros homens continuará sendo responsabilidade das mães? Ou essa característica machista é “genética” masculina?

Acho que não se herda “machismo” através da genética. Herda-se através da falta de cultura, de uma educação familiar defeituosa e da imaturidade e personalidade insegura.

– Por que ainda é tão complicado ver mulheres assumindo postos altos ou terem salários mais altos que os homens exercendo a mesma função?

Queiramos ou não, ainda vivemos em uma sociedade onde a liderança masculina é ligada a postos e valores monetários e não à hombridade, caráter e valores morais. O verdadeiro líder é aquele que leva sua esposa e filhos e se tronarem maiores do que ele, não quem, por medo da concorrência, tenta anular a sua mulher.

– Por que os homens, em sua maioria, não aceitam que suas esposas ocupem cargos superiores ou tenham salários mais altos aos seus?

O maior fator, como disse acima é a insegurança. Alguns homens são inseguros. Querem criar a mulher em uma gaiola ou cortar as suas asas para impedi-la de voar. Querem que ela cante somente para ele. Eles não entendem que serão muito mais felizes quando a sua esposa for plenamente livre para fazer suas próprias escolhas. Só sendo inteiramente livre, ela poderá cantar o seu canto mais glorioso e lindo para fazer o seu homem mais feliz.

 – Muitas mulheres acima dos 30 anos e com altos cargos continuam solteiras. Essa independência assusta os homens?

Não deveria, mas assusta. Ter uma mulher que ganha mais do que o homem não deve humilhá-lo e sim dar-lhe motivo de orgulho. Revela à sociedade e á sua família que ele foi capaz de escolher muito bem. A liderança da mulher não a masculina, muito pelo contrário a revela. O homem que souber lidar com essa situação, ao contrário de problemas, ele ganhará uma amiga que produzirá soluções.

 Hoje tanto a vida profissional como as tarefas do lar e a educação dos filhos deve ser compartilhada. O mundo em que vivemos não permite que apenas um dos cônjuges trabalhe; que somente um seja o provedor e o outro o educador. Quem não se adaptar vai sofrer as conseqüências. Masculinidade e feminilidade não estão ligadas a posição hierárquica ou financeira, mas a espírito saudável, confiante e amoroso.

Trabalhar fora não torna a mulher insubmissa ou masculinizada. Da mesma forma, que tarefas domésticas não fazem do homem um “mariquinha”. O que nos afeta são as escolhas que fazemos cada dia. Liderança, seja ela, masculina ou feminina, pode ser eficaz e firme sem precisar perder a ternura e o respeito pelo sexo oposto.

– Por que o homem sente a necessidade de ser o chefe de família?

 O homem foi criado para ser o líder da família. A família é uma organização e como tal deve ter um líder. Infelizmente, alguns homens acham que liderar é mandar e ser obedecido sem questionamentos. Esse tipo de liderança, mandona e ditatorial, não funciona mais, está ultrapassado. Há muitos livros que ensinam que a liderança moderna deve ser servidora e compartilhada.

Dr. Silmar Coelho

2 Comentários

  1. simoni - 13 de julho de 2013

    hum… passei a ser mais feliz quando entendi a importancia de cuidar do meu lar , hoje estou procurando um emprego que não tome tanto o meu tempo como era antes , existem algumas coisas que precisam ser ajustadas em meu lar, só então terei confiança de sair para o mercado de trabalho , vou esperar um pouco … amém .

  2. Solimar Coelho B. De Mello - 17 de agosto de 2013

    Como sempre Dr. Silmar arrebenta em suas respostas. Deus o tem usado grandemente , não só para abençoar a minha vida, com a de minha família e a de todos que podem desfrutar de suas palavras.

Deixe uma Resposta